Tipos de Mamilos x Amamentação

linha_baby_mamilos.jpg

Para amamentar, é importante que você saiba qual o seu tipo de mamilo. Durante a gravidez, seu ginecologista avaliará as condições dos seios. Assim você poderá se preparar melhor para receber seu bebê e para amamentá-lo.

MAMILO NORMAL: 92% das mulheres têm mamilos normais, ou seja, nem muito para fora, nem liso, nem para dentro. A maioria delas não terá qualquer problema para amamentar, pelo menos no que diz respeito ao mamilo.

MAMILO COMPRIDO: O problema desse tipo de mamilo é que o bebê tem a tendência de pegar só o bico, sem abocanhar a aréola e assim, as rachaduras certamente virão. E a dor é intensa. Mas é muito simples de resolver. Basta você tentar amamentar em diferentes posições, fazendo pequenas variações, até descobrir qual a posição que faz com que o bebê abocanhe a maior parte possível da aréola. Se o bebê pega boa parte da aréola, não haverá problema.

MAMILO PLANO: O mamilo plano é aquele que não é “para fora” nem “para dentro” e não costumam trazer grandes problemas para a amamentação. Muitas vezes, quando o bebê é forte, a simples sucção faz com que os mamilos planos voltem ao normal. Também podem ser usadas as conchas para formar bico, além de exercícios e bombinhas de sucção. Antes de amamentar, pode-se também aplicar um pouco de gelo na aréola ou pinça-la com os dedos. Muitas vezes o mamilo plano é confundido com o ingurgitamento mamário. Acontece que, quando as mamas estão muito cheias, o mamilo pode ficar liso, mesmo que não seja plano. Nesse caso, basta ordenhar o leite para normalizar a situação.

MAMILO INVERTIDO: Apenas 0,5% das mulheres têm mamilo invertido. Há variados graus de inversão, alguns são fáceis de corrigir e outros não. Se os mamilos forem verdadeiramente invertidos, a amamentação pode ficar um pouco dificultada, mas é possível amamentar mesmo assim. É necessário paciência e tempo. Podem ser usadas as mesmas técnicas utilizadas nos mamilos planos: Concha, Exercícios, Bombinha de sucção, Gelo, Pinça manual. Tudo com muito cuidado para não machucar. Existe cirurgia para corrigir mamilos invertidos, mas costuma ser utilizada apenas para fins estéticos.

☎️ Agende nossa visita!

Dra. Cláudia Tavares
Tel.: +55 21 2259-5148 / 97990-2727
linhababy@promosaude.odo.br

Anúncios

Estimule o seu bebê a mastigar

linha_baby_estimule_mastiga

As mamães sempre se surpreendem com as proezas dos pequenos não é mesmo? Na fase da alimentação, muitas surpresas maravilhosas podem acontecer!

Apesar dos dentes molares só surgirem na boca quando a criança estiver entre 1 e 2 anos, mesmo ainda o bebê (em torno dos 9 meses) conseguem sim mastigar a comida com a gengiva. Vale a pena oferecer frutinhas e legumes cozidos em pedacinhos pra ver a alegria dos pequenos e a capacidade incrível que eles têm de se alimentar, lembrando sempre que o responsável deve estar ao lado da criança pra evitar possíveis engasgos.

A mastigação é um complemento ao desenvolvimento facial e muscular do bebê, proporcionando equilíbrio e preparando para a instalação da dentição decídua.

Dra. Cláudia Tavares e Dra. Adilis Alexandria de França

☎️ Agende nossa visita!

Dra. Cláudia Tavares
Tel.: +55 21 2259-5148 / 97990-2727
linhababy@promosaude.odo.br

A importância da água para as crianças e os adultos

linha_baby_agua2

No dia-a-dia, muitas pessoas bebem pouca água, isso inclui as mamães e futuras mamães. Em consequência desse mau hábito, as mamães não oferecem água para seus filhos, ignorando a importância da hidratação diária das crianças.

Um bebê que é AMAMENTADO NÃO NECESSITA DE ÁGUA, chá ou suco. O LEITE MATERNO oferece ao bebê até os 6 meses de idade QUANTIDADE DE ÁGUA SUFICIENTE PARA SUA HIDRATAÇÃO.

Como o estômago e intestino do bebê até os seis meses de vida ainda estão imaturos, mesmo uma “inocente” água pode provocar diarreia e vômitos, aumentando as chances de desidratação.

Por isso, nessa etapa da amamentação, quem precisa de muita água para garantir quantidade de nutrientes suficiente para o leite materno é a mamãe.

Para os bebês alimentados com fórmulas, leite de vaca ou então que já passaram dos seis meses e que estão se alimentando de outros alimentos, a oferta de ÁGUA é extremamente NECESSÁRIA para hidratá-los.

Ofereça água quando a criança estiver acordada. Deve-se aumentar a oferta de líquidos nos dias quentes e quando o bebê estiver com febre. CRIANÇAS PRECISAM MAIS DE ÁGUA do que um adulto, pois são mais susceptíveis ao stress por calor já que possuem pouca massa corporal e com isso absorvem mais calor. Também tem uma menor capacidade de suar que os adultos, tendo assim menos capacidade de dissipar o calor do corpo.

➡️ Dicas importantes:

❇️ A água deve ser preferencialmente filtrada ou fervida (pelo menos 5 minutos, e deixar esfriar antes de servir);

❇️ O ideal é levar água de casa e evitar comprá-la de ambulantes;

❇️ Prefira água ao invés de sucos, mesmo os naturais;

❇️ Quando sentimos sede é porque a desidratação foi iniciada. Então, estimule a ingestão de água ao longo do dia para não sentir sede;

❇️ Crianças quando brincando vão evitar a todo custo parar a brincadeira, nem que para isso fiquem apertados para fazer xixi ou com a garganta seca de sede. Evite isso, chame-a e pergunte se precisa ir ao banheiro e faça com que beba água;

Fonte: guiadobebe.uol.com.br

Amamentação

amamentacao

A amamentação traz diversos benefícios para o bebê e também para a mãe. É uma forma de alimentar, criar vínculos e intimidade. Saciando a fome, sede e a necessidade de sucção e afeto do bebê.

O leite materno possui todos os nutrientes de que o bebê precisa para se desenvolver bem nos primeiros seis meses de vida.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) indica que o aleitamento materno seja feito exclusivamente nos primeiros 6 meses de vida da criança. Adilis Alexandria de França

☎️ Agende nossa visita!

Dra. Cláudia Tavares
Tel.: +55 21 2259-5148 / 97990-2727

A fase oral do bebê

linha_baby_fase_oral

Sabe aquela mania do bebê de colocar tudo na boca?

Chama-se de FASE ORAL, que normalmente vai desde o nascimento até os 18 meses.

Então, é importante que conheça novas texturas e sabores. Apenas o impeça se for objetos sujos ou perigosos, é claro! Também é possível oferecer mordedores para auxiliar, principalmente, no incômodo causado pelos primeiros dentinhos. Adilis Alexandria de França

☎️ Agende nossa visita!

Dra. Cláudia Tavares
Tel.: +55 21 2259-5148 / 97990-2727

A higiene bucal do bebê

post02

De acordo com a Associação Dentária Americana, a limpeza da boca do bebê deve ser iniciada antes mesmo da erupção do primeiro dente. Esta pode ser feita com gaze embebida com água filtrada ou dedeira de silicone. Além de promover a higiene da cavidade bucal, oferece uma massagem que o bebê vai amar. Adilis Alexandria de França

Agende nossa visita!

Dra. Cláudia Tavares
Tel.: +55 21 2259-5148 / 97990-2727